Sort results by
Sort results by

A liga Nescau mostrou para o Samuel que água não tem limite.

Garoto sem os dois braços está dentro de uma piscina, usando calção preto, e sorri para a câmera.

O Samuel ama nadar.

Ele aprendeu na reabilitação e nunca mais parou. Samuka já participou de muitas competições só com atletas paralímpicos.

Garoto sem os dois braços está dentro de uma piscina, usando touca e óculos de natação

A Liga Nescau foi a primeira competição em que ele pôde praticar o seu esporte preferido em um mesmo espaço que reúne atletas com e sem deficiência
 

Garoto de cabelos castanhos sorri para a câmera

"Todas as competições que eu nadei até hoje eram só com atletas paralímpicos. A Liga Nescau não, ela inclui pessoas que têm deficiência e pessoas que não têm."

Samuel, 14 anos.


"Para Michele, mãe do Samuka, essa inclusão é importante não só para o filho, mas para sociedade."

Essa convivência permite que todos sejam tratados como iguais.
Ela vê a diferença que o esporte fez na vida do filho. Com a natação, Samuel passou a ter mais vontade de praticar esportes, de viver, de vencer.

Depois de participar da Liga Nescau,o Samuka também foi eleito Capitão Sem Braçadeira, a premiação dada para os atletas que mostram respeito, lealdade e espírito de grupo.

O Abner, que trabalha com a marca Nescau,

Homem de perfil com cabelo crespo e camiseta vermelha

organiza a liga desde quando começou, em 2015, e explica que a Liga Nescau é mais do que um evento de competição:

Homem de cabelo crespo e camiseta vermelha está sentado ao lado de dois garotos na beira da piscina

“É um grande espaço de conexão, interação, respeito e aprendizado através do esporte para todas as crianças.”
Abner Bezerra, responsável
pela marca NESCAU

O esporte ensina

Um dos maiores campeonatos estudantis do Brasil, Liga Nescau é a única competição promovida pela iniciativa privada a reunir crianças, jovens, atletas e paratletas no mesmo espaço de competição.

 “Agora, com o esporte, ela tem mudado bastante: conversa mais, brinca mais, interage melhor com as colegas, até com as colegas de séries diferentes.”

Daniela, mãe de atleta participante da Copa Nescau 2015

 

 “O esporte é bom por isso: porque você tem que aprender a controlar sua raiva, sua ansiedade; saber que você está perdendo e tem que reagir; saber que se está ganhando tem que saber respeitar o outro time.”

Silvana, mãe de atleta 2015

 

 “Essas experiências vão ajudar no crescimento pessoal, porque eles têm que saber ganhar, têm que saber perder, têm que saber seguir as regras principalmente. Isso eles vão levar para a vida toda.”

Carina, professora


Como as crianças, a Liga Nescau também cresce:

2015

Quando o projeto contemplava
apenas o campeonato de futebol

2017

Nova modalidade: atletismo

Primeira vivência paralímpica
para crianças

Parceria Jovem Pan

Cerimônia de abertura

2019

Expansão regional: São Paulo,
Porto Alegre e Recife

19 modalidades

Mais de 12 mil participantes

União de mais atletas paraolímpicos
do que a própria Paraolimpíada

2016

2ª edição
da Copa Nescau

2018

Nasce a Liga Nescau

Grande show de abertura

15 modalidades

mais de 8 mil atletas participantes

Cada vez mais longe, cada vez mais gente

Em 2019, a rebatizada Liga Nescau cresce ainda mais e se expande. Antes concentrada em São Paulo, agora chega a Porto Alegre e Pernambuco. Ao todo serão 19 modalidades, sendo 8 delas de esportes adaptados.

 

Convencionais Adaptados
Futsal Vôlei sentado
Vôlei Basquete em cadeira de rodas
Handebol Atletismo
Basquete Judô
Atletismo Natação
Judô Tênis de mesa
Tênis de mesa Ginástica
Ginástica Bocha
Natação  
Skate  
Surf  
 

Aqui na liga, todo mundo se diverte. Jogando ou não

Garota de maiô vermelho e cabelos presos bate as palmas das mãos com uma mulher de jaqueta vermelha

Em 2018, os atletas puderam ir além do esporte.


A Liga também abriu espaço para o entretenimento,

com direito a um grande show de abertura promovendo a cantora iniciante Ráae, autora da música-tema “I won’t stop”.

Mulher loira de blusa rosa e shorts preto canta no palco debaixo de uma chuva de papel picado
 

 “A música é um incentivo aos atletas que disputam a LIGA NESCAU JP. A letra fala sobre o medo de encarar desafios, das dúvidas que surgem e sobre seguir em frente. E nós queremos incentivar a juventude a nunca desistir dos seus sonhos, seja ele no esporte ou em qualquer outro segmento”, comenta.”

Abner Bezerra, gerente de marketing de NESCAU

 

Assim como o Samuel viu no esporte uma realização, milhares de outras crianças passaram a ter o esporte como oportunidade de fazer amizade, de crescer e de aprender.

E é para isso que a Liga Nescau quer ir cada vez mais longe,
chegar em mais cidades e impactar mais e mais crianças em um movimento cada vez melhor.

Garoto de cabelos castanhos sorri para a câmera

"A água não tem limite, então eu pretendo nadar até o limite chegar em mim."

Samuel