Sort results by
Sort results by

Afinal, o que são mudanças climáticas?

Afinal, o que são mudanças climáticas?

Temos ouvido falar muito sobre mudanças climáticas e como combatê-las.

Nós, como Nestlé, definimos um plano de ações com metas e compromissos para combater as mudanças clímáticas, ajudando a construir um futuro mais sustentável para todos.

Consulte nosso plano na íntegra

Quando falamos sobre mudanças climáticas, a primeira coisa que vem à cabeça geralmente é o aquecimento global mas qual é, de fato, a relação entre essas duas questões?

Mudanças Climáticas


Ao longo das últimas décadas, observamos o progressismo aumento na emissão de gases do efeito estufa (GEE).

E o efeito estufa é um fenômeno natural de grande importância que ocorre devido à concentração desses gases na atmosfera terrestre

O aquecimento global, por sua vez, é a elevação das temperaturas  médias do planeta causada pela intensificação do efeito estufa.

Isso acaba por desencadear uma série de mudanças climáticas. E elas impactam a frequência dos desastres naturais, os padrões de chuvas, o nível do mar e a maior ocorrência de inundações, tempestades, geadas, frentes frias, vendavais e secas.

Além disso, as mudanças climáticas podem comprometer a segurança alimentar, uma vez que afetam as condições naturais para o exercício da atividade agrícola, a qualidade da água e do ar, e até aprofundar a desigualdade, já que as populações vulneráveis são sempre as mais afetadas pela degradação ambiental.

E como as mudanças climáticas ocorrem?


Quanto mais dióxido de carbono (CO2) e outros gases temos na nossa atmosfera, mais energia fica presa, resultando no Aquecimento do planeta e nas mudanças do clima.

 

Efeito estufa natural

Efeito Estufa Natural

Efeito estufa intensificado pelo homem

Efeito Estufa Intensificado pelo homem

 

O infográfico nos permite visualizar que o efeito estufa, em condições normais, é necessário para a vida no planeta.

O grande problema é que as ações humanas estão causando uma brusca elevação da temperatura em um espaço muito curto de tempo, se comparado à história da Terra.

Curiosidade

Evidências indicam que a temperatura da Terra já foi bem mais alta e também bem mais baixa no passado.

E o que libera esses gases?

A principal fonte é a queima de combustíveis fósseis em indústrias, transportes aéreos e terrestres. Quando queimamos carvão, petróleo, gás natural ou florestas, o produto final é justamente o CO2. Outro gás que influencia o aquecimento global é o gás metano (CH4), produzido pela decomposição da matéria orgânica em sanitários, lixões e pela criação de gado para consumo.

 

Felizmente



as florestas e o oceano absorvem parte do gás carbônico liberado na atmosfera para fazer fotossíntese, transformando-o em oxigênio.

Infelizmente



ao queimar e desmatar florestas, esse CO2 absorvido é liberado de volta. Mas, mesmo que a humanidade consiga acabar totalmente com o desmatamento, ainda precisaremos repensar nossas atitudes, pois emitimos gases do efeito estufa em um ritmo mais acelerado do que as florestas e o oceano são capazes de absorver.

 

Nós, da Nestlé, já estamos fazendo a nossa parte contra o aquecimento global e as mudanças climáticas:

 

Até 2025 no mundo

Teremos 100% de embalagens recicláveis ou reutilizáveis, ajudando a fomentar a cadeia de reciclagem e reduzindo a extração de novos recursos naturais. No Brasil, 95% das nossas embalagens já estão prontas para serem recicladas ou reutilizadas.

Teremos plantado 20 milhões de árvores por ano.

Teremos 100% das nossas fábricas e escritórios com energia renovável. No Brasil, isso já acontece.

Pelo menos 20% da nossa matéria-prima será produzida através de agricultura regenerativa.

Até 2030 no mundo

Teremos plantado 200 milhões de árvores por ano.

Vamos reduzir nossas emissões de gases do efeito estufa em 50%.

Até 2050 no mundo

Seremos uma empresa com zero emissões líquidas de gases do efeito estufa

E você? Quer saber como ajudar no combate as mudanças climáticas também? Vai depender de onde você mora, dos recursos que tem disponível e de quanto tempo pode se dedicar a isso.

Clique e entenda o impacto que você tem no meio ambiente

Abaixo, listamos algumas dicas:

Dirija menos: sempre que possível, prefira bicicletas, transporte público ou até caminhadas.

Instale painéis solares em casa: mesmo sendo uma opção ainda um pouco custosa, caso você tenha condições financeiras, vale a pena.

Isole sua casa termicamente: dessa forma, no verão, você evita que ela esquente muito e no inverno, que esfrie demais.

Consuma mais opções vegetais: o processo de produção de 0,5 kg de carne usa 10x mais energia do que a produção de 0,5 kg de feijão, por exemplo.

Use menos energia possível: desligando as luzes e a TV ao sair do recinto, diminuindo o uso de ar-condicionado e dando preferência para eletrodomésticos e eletroeletrônicos com tecnologias de economia de energia.

Plante uma árvore! Não consegue? Ter qualquer planta ou folhagem em casa pode ajudar.