Sort results by
Sort results by

Resultados da Nestlé S.A. no primeiro semestre de 2012: impulso constante, confirmando as previsões anuais

• Vendas de CHF 44,1 bilhões, crescimento orgânico de 6,6%, crescimento real de 2,9%

• Lucro operacional de CHF 6,6 bilhões (+6,3%), margem de 15,0% (-10 pb)

• 12,9% de crescimento orgânico nos mercados emergentes e 2,6% nos mercados desenvolvidos

• Os ganhos por ação subjacentes de CHF 1,63 subiram 12,4% nas moedas de valor constante

• Fluxo de caixa operacional de Grupo de CHF 5,1 bilhões com relação aos CHF 2,1 bilhões do primeiro semestre de 2011

• Perspectiva anual confirmada: crescimento orgânico de 5% a 6%, melhoria de margem e de ganhos por ação subjacentes nas moedas de valor constante

Paul Bulcke, CEO da Nestlé: “Nosso desempenho no primeiro semestre mostra a relevância de nosso mapa estratégico na nova realidade atual e evidencia nossas ações rápidas, disciplinadas e bem embasadas que nos permitem fazer as escolhas corretas na hora certa. Continuamos a impulsionar a inovação em todo o mundo, abrangendo desde produtos com posicionamento popular até as ofertas dos produtos super premium. Continuamos a abrir novas rotas de mercado para atingir os consumidores emergentes e usamos as novas mídias para aumentar tanto o nosso relacionamento direto com os consumidores, como nosso retorno sobre os investimentos de marca. Essa abordagem nos proporcionou crescimento lucrativo tanto nos mercados emergentes como desenvolvidos. O crescimento de nossas principais linhas de produtos no primeiro semestre e nossa margem de lucro operacional, juntamente com nosso foco na eficiência do capital nos permitem confirmar as previsões anuais”.


• No primeiro semestre de 2012, o crescimento orgânico do Grupo Nestlé foi de 6,6%, composto por um crescimento real de 2,9% e política de preços de 3,7%. O impacto das taxas de câmbio foi reduzido para -1,8%. As aquisições, descontados os investimentos, contribuíram com 2,7%. As vendas totais do Grupo aumentaram 7,5%, atingindo CHF 44,1 bilhões.

• Como esperado, a pressão dos custos dos insumos resultou em um aumento de 50 pb do custo dos produtos acabados. Isso foi mitigado pelas economias obtidas com o programa Nestlé Continuous Excellence implementado em todas as nossas estruturas e atividades, bem como por uma política de preços oportuna.

• Os custos de distribuição diminuíram 30 pb, principalmente devido aos efeitos cumulativos no mix e nas eficiências.

• Os custos de marketing e administração caíram 20 pb. Os gastos do marketing voltado para o consumidor aumentaram nas moedas de valor constante e estão sendo utilizados de forma mais eficiente e eficaz, aumentando o retorno sobre o investimento em nossas marcas e apoiando o lançamento de atividades em todo o mundo.

• Continuamos a investir em P&D (estável em 1,6% das vendas) que impulsiona nossas inovações.

• O lucro operacional (TOP) do Grupo foi de CHF 6,6 bilhões, apresentando um crescimento de 6,3% com relação aos CHF 6,2 bilhões do primeiro semestre de 2011. A margem foi de 15,0%, alinhada com nossa expectativa de que o desempenho de nossa margem seria ponderado no segundo semestre.

• O lucro líquido foi de CHF 5,1 bilhões, um crescimento de 8,9% sobre CHF 4,7 bilhões.

• Os ganhos por ação subjacentes (GPA) subiram 12,4% nas moedas de valor constante. O GPA reportado foi de CHF 1,61, com um crescimento de 10,3% com relação ao CHF 1,46 no primeiro semestre de 2011.

• O fluxo de caixa operacional do Grupo foi de CHF 5,1 bilhões com relação aos CHF 2,1 bilhões em 2011, como resultado das melhorias nas operações e no capital de giro.

Revisão do Negócio

O Grupo Nestlé continua a crescer em todas as regiões do mundo: as Américas apresentaram crescimento orgânico de 6,4%, a Europa, 2,6% e a zona da Ásia, Oceania e África, 12,6%. Nosso negócio cresceu 12,9% nos mercados emergentes e 2,6% nos mercados desenvolvidos.

Zona Américas

Vendas de CHF 13,4 bilhões, 5,7% de crescimento orgânico, -0,1% de crescimento real; 17,4% de margem TOP, +10 pb.

• Quase todas as categorias contribuíram para o crescimento da Zona, apesar do ambiente comercial, especialmente na América do Norte, continuar a ser um desafio.

• Na América do Norte, onde a confiança do consumidor continua baixa, várias categorias de alimentos estiveram sob pressão, inclusive os congelados. No segmento de pizzas, contudo, conseguimos melhorar ainda mais nossa posição de liderança impulsionada por DiGiorno com novos segmentos como Pizza Dipping Strips e Italian Style Favorites. As inovações e comunicações específicas na Lean Cuisine resultaram em novo crescimento. Na área de sorvetes, houve crescimento nos produtos super premium e snack, mas não na categoria premium. Coffee-mate teve crescimento de um dígito na esteira do lançamento de 2011 Coffee-mate Natural Bliss, seu segmento de cremes líquidos para café. Café solúvel e confeitos contribuíram positivamente, graças às suas principais marcas, produtos com posicionamento popular e inovações como Nescafé Memento e Skinny Cow. Petcare continua a apresentar um desempenho excelente no mercado, impulsionado pela expansão de novos canais e inovação de produtos tais como Beneful Baked Delights e Friskies Plus, bem como no canal de especialidades.

• Na América Latina, os dois maiores mercados, Brasil e México, tiveram um bom início de ano, assim como os países meridionais da América do Sul. Entre as categorias, o crescimento foi liderado por café solúvel, com Nescafé Dolca e Nescafé Dolce Gusto, e chocolate, com os lançamentos das marcas KitKat e Garoto no Brasil. Os lançamentos incluíram o leite Acticol no México e sorvete descascável, que já é um sucesso na zona AOA. Petcare teve um crescimento de dois dígitos na região, com destaque para Purina Proplan, Dog Chow, Cat Chow e Friskies.

• A margem de lucro operacional da Zona de 17,4% aumentou 10 pb.

Zona Europa

Vendas de CHF 7,4 bilhões, 2,4% de crescimento orgânico, 0,1% de crescimento real; 15,4% de margem TOP, -100 pb.

• Os fatores-chave que contribuíram para o crescimento da Zona, em um ambiente que deteriorou durante o ano, especialmente no sul da Europa, foram a inovação e lançamentos nos segmentos premium e de produtos com posicionamento popular. De uma forma geral, a Zona conseguiu sustentar os ganhos de participação de mercado de 2011.

• Na Europa Ocidental, França, Grã-Bretanha e Benelux se destacaram, tendo havido crescimento também na Região Ibérica, Itália e Grécia.

• Na Europa Central e Oriental, os mercados da Ucrânia, da Região do Adriático e da Romênia continuaram a apresentar forte desempenho. Na Rússia, onde as condições comerciais foram bastante difíceis por algum tempo, nosso negócio conseguiu crescer.

• Marcas bilionárias como Nescafé, KitKat e Herta e plataformas de inovação como Nescafé Dolce Gusto continuaram a liderar o crescimento em suas categorias. O crescimento do segmento de sorvetes foi bom na Grécia, Rússia e Itália, mas a temporada teve um início pouco satisfatório no norte da Europa. Nossos produtos com posicionamento popular continuaram a apresentar um crescimento bem acima da média na Zona, tendo como exemplos o café solúvel Nescafé 3-em-1 e Pirulo Jungly, nosso sorvete descascável. Petcare teve um primeiro semestre muito forte, com crescimento constante, sendo que as marcas-chave Gourmet, ONE, Pro Plan e Feliz tiveram um desempenho excelente.

• A margem de lucro operacional caiu 100 pb no início do segundo semestre de 2011. Esse desempenho veio após uma melhoria de 200 pb no primeiro semestre do ano passado, devido aos menores custos com programa de reestruturação e aposentadoria. A Zona continuou a aumentar seu desempenho operacional e eficiências em 2012, com economias significativas obtidas com o programa Nestlé Continuous Excellence, e o lucro operacional foi beneficiado pelo aumento de valor em todas as categorias por meio de inovação e renovação.

Zona Ásia, Oceania e África

Vendas de CHF 9,2 bilhões, 11,6% de crescimento orgânico, 8,0% de crescimento real; 18,9% de margem TOP, -60 pb.

• A Zona continuou a apresentar um crescimento de dois dígitos, sustentado pelo forte crescimento de 2011, na medida em que aproveitamos as diversas oportunidades oferecidas pela região e consolidamos nossas posições. Esse desempenho foi impulsionado, principalmente, pelo investimento em marcas e inovação de produtos, distribuição maior e mais ampla com uma estratégia em vários níveis abrangendo desde os produtos com posicionamento popular até os produtos premium, juntamente com investimentos em qualificação e capacidade para crescimento futuro. Yinlu e Hsu Fu Chi, nossas duas novas parcerias chinesas, continuam a se integrar bem e fazer bom progresso.

• Os mercados emergentes apresentaram crescimento de dois dígitos em quase todas as geografias e categorias, com destaque especial para a China continental, África e Oriente Médio. A China apresentou forte desempenho no segmento ready-to-drink com Nescafé Smoovlatté, no ambiente culinário com Totole, e em confeitos com o wafer Shark. Nossas novas parcerias estão aumentando significativamente nossa pegada na China. O crescimento na África foi liderado por produtos com posicionamento popular, muitos dos quais são fortificados com micronutrientes para ajudar a combater as deficiências nutricionais da região. No Egito, crescemos com o sucesso das inovações no segmento de sorvetes, e na África do Sul lançamos sachês para a marca Nescafé Ricoffy, que é extremamente popular. O Oriente Médio apresentou excelente desempenho com KitKat, leites fortificados e para a idade de crescimento Nido e com Nescafé. A Índia continua a apresentar bom desempenho graças a KitKat, Munch e macarrão Maggi.

• Entre os mercados desenvolvidos da Zona, Japão acelerou seu crescimento durante o ano, com inovações como Nescafé Barista e Nescafé Dolce Gusto. KitKat também teve um primeiro semestre bastante forte. O novo crescimento do Japão também foi impulsionado por uma forte comunicação digital nas áreas do marketing de relações com o consumidor e e-commerce.

• Usando-se a mesma base de comparação, a margem de lucro operacional da Zona aumentou, enquanto o número reportado de 18,9% mostra a diluição esperada resultante de nossas parcerias na China, que continuam a crescer tanto em fluxo de caixa como em ganhos por ação.

Nestlé Waters

Vendas de CHF 3,6 bilhões, 5,6% de crescimento orgânico, 3,5% de crescimento real; margem TOP de 10,0%, +140 pb.

• O crescimento da Nestlé Waters foi impulsionado pela América do Norte e pelos mercados emergentes. A categoria água continuou a evoluir positivamente de uma forma geral. Nestlé Pure Life liderou nossa expansão geográfica nos mercados emergentes, assim como nossas marcas internacionais, Perrier e S. Pellegrino, em âmbito global.

• A América do Norte manteve seu impulso de 2011 tanto no canal de varejo, como no canal residencial e de escritórios. Todos os níveis do nosso negócio, desde Nestlé Pure Life na cadeia final de valor, como as águas regionais, por exemplo, Poland Spring e Ice Mountain, até as marcas premium internacionais de águas gasosas, Perrier e S. Pellegrino, contribuíram para esse desempenho.

• De uma forma geral, o crescimento na Europa foi impactado por um início de temporada lento, em comparação com 2011. Contudo, o Reino Unido apresentou um crescimento de dois dígitos graças ao forte desempenho de Nestlé Pure Life e Buxton. Perrier também teve um início muito forte ajudado pela nova propaganda “The Drop” que gerou mais de 3,6 milhões de acessos no YouTube em menos de um mês.

• Os mercados emergentes apresentaram um crescimento de dois dígitos com Nestlé Pure Life e marcas locais, com as contribuições, entre outras, de Al Manhal na Arábia Saudita, Minéré na Tailândia e Baraka no Egito.

• A margem de lucro operacional da Nestlé Waters aumentou 140 pb como resultado do crescimento contínuo, mix de produtos, política de preços efetiva e iniciativas de gerenciamento de custos.

Nestlé Nutrition

Vendas de CHF 3,8 bilhões, 5,7% de crescimento orgânico, 2,0% de crescimento real; margem TOP de 20,6%, -50 pb.

• A Nutrição Infantil obteve um crescimento de dois dígitos nos mercados emergentes, um desempenho que resultou em ganho de participação em muitos mercados. Apesar do crescimento mais lento da categoria nos mercados desenvolvidos, nosso negócio de fórmulas infantis, ainda assim, apresentou um crescimento global de dois dígitos. Na América Latina, continuamos a impulsionar nosso crescimento em todos os segmentos de produto existentes, com a ajuda de nosso novo lançamento de fórmula infantil anti-refluxo Nestlé NAN AR e nosso novo produto lácteo infantil Gerber de longa duração. O sul da Ásia lançou, com sucesso, Lactogen Gut Comfort e Baby&Me, um suplemento nutricional para as mães. No Sudeste Asiático, continuamos a introdução de nossa fórmula anti-cólica. De uma forma geral, os cereais infantis continuam a apresentar bom desempenho com a expansão dos probióticos, iniciada no final de 2011, tendo o Oriente Médio como destaque.

• Em Performance Nutrition, uma importante renovação de nosso portfólio, concentrando-se novamente em atletas de alta performance combinado com lançamentos de produtos de sucesso, resultaram em forte impulso e bom crescimento. Nosso negócio de Gerenciamento de Peso, Jenny Craig, continua a ser um desafio na América do Norte, afetado pelo ambiente econômico e concorrencial. Estamos tomando medidas corretivas.

• A margem do lucro operacional da Nestlé Nutrition foi de 20,6%, com queda de 50 pb, refletindo as mudanças em nosso negócio Jenny Craig.

Outros

Vendas de CHF 6,7 bilhões, 9,6% de crescimento orgânico, 6,6% de crescimento real; margem TOP de 17,6%, +10 pb.

• Nestlé Professional apresentou bom crescimento no primeiro semestre de 2012, tanto no segmento de bebidas como de alimentos, em vista dos contínuos desafios na indústria out-of-home em algumas partes do mundo. Os mercados emergentes, que representam cerca de um terço das vendas da Nestlé Professional, apresentaram um crescimento orgânico de dois dígitos. Em bebidas, nosso investimento em nossos sistemas proprietários Nescafé Alegria e Nescafé Milano tiveram crescimento acelerado, enquanto Viaggi by Nescafé, sustentado por seu sucesso na França, foi introduzido aos consumidores da Grã Bretanha, Itália e Suíça.

• Nespresso continuou a obter um forte crescimento de dois dígitos em um ambiente econômico e competitivo bastante acirrado. Lançou uma edição limitada, Naora, relançou Kazaar, devido à demanda popular, e continuou sua expansão com novas boutiques em todo o mundo. Como anunciado, a Nespresso está construindo uma terceira fábrica na Suíça para fazer frente ao crescimento da demanda.

• Nestlé Health Science (NHSc) teve um desempenho sólido com crescimento de dois dígitos na América do Norte e nos mercados emergentes. O trabalho do Nestlé Institute of Health Sciences está aumentado nossa capacidade de abordar doenças específicas por meio de soluções nutricionais personalizadas, como fazem nossas recentes aquisições, Prometheus e Vitaflo, nas áreas de diagnóstico gastrointestinal e tratamento de desordens metabólicas. Após o fechamento do período, NHSc adquiriu uma participação na Accera. Sua principal marca, Axona, um alimento médico no mercado norte-americano, é destinado ao gerenciamento dietético clínico do mal de Alzheimer inicial ou moderado.

• Cereal Partners Worldwide continuou a apresentar forte crescimento nos mercados emergentes, em contraste com o fraco desempenho na Europa. O realinhamento da Beverage Partners Worldwide está em andamento. As joint ventures farmacêuticas, Galderma e Laboratoires innéov, apresentaram crescimento de dois dígitos impulsionados pela área dermatológica.

Perspectivas

Nossa expectativa é de que o ambiente comercial, especialmente nos mercados desenvolvidos, continuará difícil durante todo o segundo semestre. Contudo, tivemos um início de ano alinhado com nossas expectativas. As ações e iniciativas que desenvolvemos, combinadas com a expectativa de uma redução na pressão dos custos dos insumos no segundo semestre, permitem-nos confirmar nossas diretrizes para o ano: estamos bem posicionados para entregar o Modelo Nestlé de crescimento orgânico de 5% a 6%, com melhoria de margem e ganhos por ação subjacentes nas moedas de valor constante.