Sort results by
Sort results by

Nestlé S.A. apresenta resultados de 2011

7,5% de crescimento orgânico, +60 pontos-base de melhoria de margem

• Vendas de CHF 83,6 bilhões, 7,5 % de crescimento orgânico, 3,9% de crescimento real

• Lucro operacional bruto de CHF 12,5 bilhões, margem de 15,0%, + 60 pontos-base, +90 pontos-base em moedas de valor constante em operações contínuas

• Posições de mercado reforçadas globalmente, com crescimento de 13,3% nos mercados emergentes e 4,3% nos mercados desenvolvidos

• Investimentos contínuos em inovação e plataformas para o crescimento, inclusive com parceiros chineses e através da iniciativa Nestlé Health Science

• Ganhos por ação subjacentes de CHF 3,08 subiram 7,8% nas moedas de valor constante

• Dividendo proposto de CHF 1,95 por ação

• Perspectivas positivas para 2012: crescimento orgânico de 5 – 6%, melhoria da margem e ganhos por ação subjacentes em moedas de valor constante

Paul Bulcke, CEO da Nestlé: “Apresentamos um bom desempenho geral, seja nos mercados emergentes como nos desenvolvidos em 2011. Foi um ano marcado por grandes desafios, e não esperamos nada menos de 2012. Continuamos a investir no futuro e no fortalecimento de nossas capacidades em todo o mundo. Fizemos novas parcerias na China. A iniciativa Nestlé Health Science teve um início muito promissor. Nossa inovação está criando oportunidades em todas as categorias, seja trazendo novos consumidores para nossas marcas nos mercados emergentes ou consolidando o relacionamento dos consumidores com nossas marcas no mundo desenvolvido. Nossos colaboradores estão alinhados com nosso mapa estratégico, que continua tão relevante como antes, para nos levar a um melhor desempenho sustentável. Portanto, estamos bem posicionados em 2012 para apresentarmos o Modelo Nestlé de crescimento orgânico entre 5% e 6%, assim como uma melhoria de margem e ganhos por ação subjacentes em moedas de valor constante.”

Nota: Como anteriormente anunciado, a Nestlé fez certas alterações na apresentação das receitas e lucros operacionais a partir de 2011, que não têm impacto no lucro líquido e nos ganhos por ação. Os números de 2010 foram reajustados para as mudanças ficarem em base comparativa, o que exclui a Alcon, com exceção dos ganhos por ação e do fluxo de caixa que também incluem as contribuições da Alcon. Isso está refletido na análise abaixo.

Vevey – 16 de fevereiro de 2012 – Para 2011, o Grupo Nestlé reportou vendas de CHF 83,6 bilhões e 7,5 % de crescimento orgânico, acima do bom crescimento orgânico dos últimos anos. O crescimento orgânico foi composto de 3,9% de crescimento real e 3,6% de política de preços. O câmbio teve um impacto negativo de 13,4% e os desinvestimentos, descontadas as aquisições, outros 4,2%, principalmente a Alcon. Excluído o impacto da venda da Alcon, as vendas caíram 4,8%.

• O lucro operacional bruto do Grupo foi de CHF 12,5 bilhões. A margem aumentou 60 pontos-base (90 pontos-base em moedas de valor constante) para 15%.

• O programa “Nestlé Continuous Excellence”, desenvolvido em todas as áreas da companhia, continuou a gerar economias significativas, acima da meta, ajudando a compensar parcialmente as principais pressões dos custos dos insumos.

• O encarecimento dos insumos resultou em um aumento de custo dos produtos vendidos em 190 pontos-base.

• Os custos totais de marketing baixaram 100 pontos-base, principalmente o resultado da alavancagem de nossas estruturas de marketing e vendas. O marketing voltado para o consumidor permaneceu em níveis praticamente iguais após um crescimento de dois dígitos nos últimos dois anos, o que nos possibilitou melhorar nossas posições de mercado na maior parte das categorias.

• Os custos administrativos baixaram 80 pontos-base.

• O lucro líquido foi de CHF 9,5 bilhões, um crescimento de 8,1% em base contínua.

• Os ganhos por ação subjacentes (EPS) aumentaram 7,8% nas moedas de valor constante.

• O fluxo de caixa operacional foi de CHF 9,8 bilhões, um nível similar ao de 2010, excluído o fluxo de caixa da Alcon em 2010 e o impacto do câmbio em 2011.

REVISÃO DOS NEGÓCIOS

• O Grupo Nestlé continuou a crescer em todas as regiões do mundo, com 5,0% de crescimento orgânico na Europa, 6,4% nas Américas e 13,1% na Ásia, Oceania e África. Nossos negócios cresceram 13,3% nos mercados emergentes e 4,3% nos mercados desenvolvidos.

• A margem de lucro operacional bruto do Grupo em geral e em muitos de nossos negócios melhorou, em um ano caracterizado por severas pressões de custo e concorrência global acirrada. A alavancagem do crescimento combinada com o programa “Nestlé Continuous Excellence” tiveram contribuição significativa.

• Continuamos a consolidar nossas capacidades, investindo em diferentes áreas com vista ao nosso crescimento futuro. Nossas duas parcerias com Yinlu e Hsu Fu Chi fortaleceram nosso compromisso com os consumidores chineses. As iniciativas Nestlé Health Science e Nestlé Institute of Health Sciences tiveram um início promissor em seu primeiro ano de operações. Essas iniciativas, juntamente com outros investimentos, estão criando plataformas de crescimento fundamentais para o futuro.

Zona Américas

Vendas de CHF 26,8 bilhões, 6,2% de crescimento orgânico, 1,1% de crescimento real; 18,4% de margem de lucro operacional bruto, -30 pontos-base.

• A Zona cresceu tanto na América do Norte, como na América Latina.

• Na América do Norte, a maior parte de nossos negócios contribuiu para o desempenho positivo, apesar da confiança do consumidor ter diminuído. A categoria pizza consolidou sua liderança sobre seus concorrentes com um bom desempenho da marca DiGiorno. Os sorvetes cresceram na área de snacks das marcas Häagen-Dazs e Skinny Cow. A ampliação da marca Skinny Cow para a categoria de chocolates ajudou em seu crescimento. Os cafés solúveis tiveram bom crescimento com as marcas Taster’s Choice e Nescafé Clásico. Coffee-Mate foi beneficiado com o sucesso do lançamento do Natural Bliss. O segmento de alimentos congelados continuou a ser um desafio, mas Lean Cuisine manteve sua participação de mercado. A área de Petcare consolidou sua posição de líder de mercado com crescimento sólido de Purina ONE Beyond e Dog Chow, obtendo ganhos de participação de mercado em todas as categorias e canais.

• A América Latina apresentou um crescimento de dois dígitos e sua demanda continuou forte. Vários mercados registraram crescimento de dois dígitos, com destaque para o México. Foi uma história semelhante em muitas categorias, inclusive bebidas em pó com Nescau e Nestea, café solúvel com Nescafé, e culinária local. Maggi obteve um crescimento excelente nos mercados-chaves em vista do sucesso dos lançamentos de inovações, como cubos de caldo Maggi Doble Gusto e do caldo Maggi Caldo Casero. Para Purina Petcare, Proplan, Dog Chow e Cat Chow também contribuíram com um crescimento de dois dígitos.

• A margem de lucro operacional bruto da Zona foi de 30 pontos base mais baixa, porque os altos custos dos insumos não foram inteiramente compensados pelas eficiências e política de preços.

Zona Europa

Vendas de CHF 15,2 bilhões, 4,0% de crescimento orgânico, 1,8% de crescimento real; 15,6% de margem de lucro operacional bruto, +230 pontos-base.

• A Zona cresceu na Europa Ocidental / Central e Oriental.

• Na Europa Ocidental, todos os mercados superaram as duras condições econômicas para obter crescimento real. Portugal, Itália, Grécia e Espanha, coletivamente, tiveram 3,7% de crescimento orgânico. França, os países membros do Benelux e Grã-Bretanha foram bem. Todas as categorias-chaves cresceram, com café solúvel, alimentos resfriados, pizza congelada e petcare entre os destaques.

• Na Europa Central e Oriental, a Ucrânia e a Romênia apresentaram forte desempenho, assim como a Região do Adriático. As condições comerciais continuaram duras na Rússia e Polônia.

• As inovações continuaram a direcionar o crescimento europeu, com uma contribuição mais significativa de marcas como Nescafé Dolce Gusto, Nescafé Sensazione, nos cafés solúveis, e Herta, na área de alimentos resfriados. A categoria Juicy de embalagens de misturas de ervas para assados continuou a contribuir fortemente para a Maggi no setor culinário. Os Produtos a Preços Populares (PPPs) cresceram duas vezes mais do que o crescimento da Zona como um todo. Na área de petcare, Felix foi bem, especialmente com sua introdução de sucesso na Europa Central e Oriental.

• A margem de lucro operacional bruto da Zona aumentou 230 pontos base. Os fatores-chaves incluíram o crescimento da Europa Ocidental, preços, eficiências, assim como benefícios de reestruturações anteriores, inclusive mudanças nos planos de aposentadoria. Zona Ásia, Oceania e África

Vendas de CHF 15,3 bilhões, 11,9% de crescimento orgânico, 7,9% de crescimento real; 18,9% de margem de lucro operacional bruto, +90 pontos-base.

• A Zona cresceu tanto mercados emergentes como nos desenvolvidos.

• A presença da Nestlé na região está bem consolidada, como demonstram os quatro aniversários de 100 anos: Turquia em 2009, Filipinas em 2011 e Malásia e Índia em 2012.

• Os mercados emergentes apresentaram crescimento de dois dígitos. Os destaques incluem China, Índia, Paquistão, Norte da África, África Ocidental Central, apesar do conflito na Costa do Marfim, e Egito, não obstante a agitação popular na maior parte do ano. Em um ambiente volátil, a Zona concentrou-se no aumento da distribuição para fazer com que seus serviços chegassem a mais de um milhão de pequenos negócios de varejo entre 2010 e 2012. Investimos na ampliação de linhas e novas fábricas em toda a Zona. Também estabelecemos parcerias promissoras na China com Yinlu e Hsu Fu Chi.

• Houve muitas iniciativas de sucesso envolvendo Produtos Popularmente Posicionados (PPPs) que foram fatores-chaves para o crescimento da Zona. Por exemplo, os caldos Maggi na África, e Nido Essentia no Egito. A inovação também teve um papel significativo no sucesso dos lançamentos do Nescafé Milky na China, Nescafé 3:1 na Tailândia, Nido Fortified em vários países africanos e o lançamento contínuo de picolés descascáveis. O tempero global Maggi e a divisão de macarrões expandiu nos mercados em toda a Zona.

• O desempenho dos mercados desenvolvidos contou com a ajuda de um ano forte no Japão, com a reação rápida e criativa do povo japonês diante de um mercado duramente afetado por desastres naturais. O mercado de sistemas de café apresentou bom desempenho com Nescafé Dolce Gusto e Barista, assim como o mercado Premium com Nescafé Koumibaisen. KitKat Black também vendeu consistentemente no Japão.

• A margem de lucro operacional bruto da Zona aumentou 90 pontos base, principalmente graças à inovação e renovação em todas as áreas e iniciativas, como distribuição, fabricação e compras, sempre com o apoio do programa “Nestlé Continuous Excellence”.

Nestlé Waters

Vendas de CHF 6,5 bilhões, 5,2% de crescimento orgânico, 3,4% de crescimento real; 8,0% de margem de lucro operacional bruto, +90 pontos-base.

• Nestlé Waters cresceu nas três zonas.

• Na América do Norte, cresceu tanto o canal varejo como no home & office. Nestlé Pure Life e as marcas internacionais S. Pellegrino, Perrier e Acqua Panna tiveram bom desempenho, equilibrando o ambiente extremamente competitivo enfrentado pelas marcas regionais.

• O negócio europeu aumentou sua participação de mercado com desempenho significativo na maioria dos mercados, inclusive França, Itália, Alemanha e Reino Unido.

• Crescemos dois dígitos e consolidamos nossa presença nos mercados emergentes, onde as vendas excederam CHF 1 bilhão.

• Nestlé Pure Life apresentou crescimento de dois dígitos em âmbito global. As marcas internacionais tiveram um bom crescimento de um dígito e contribuíram significativamente em todo o mundo. Vittel e Hépar tiveram bom desempenho na Europa, enquanto Ice Mountain e Ozarka foram as mais fortes dentre as marcas regionais nos Estados Unidos.

• A margem de lucro operacional bruto da Nestlé Waters aumentou 90 pontos-base devido a uma rigorosa gestão de custos, especialmente na Europa, política de preços e forte crescimento na Europa e nos mercados emergentes.

Nestlé Nutrition

Vendas de CHF 7,2, 7,3% de crescimento orgânico, 4,5% de crescimento real; 20,0% de margem de lucro operacional bruto, -30 pontos-base.

• A Nutrição Infantil, que representa cerca de 90% das vendas da divisão, teve bom crescimento, superando as condições comerciais dos mercados desenvolvidos relativamente deprimidos. Isso se deveu ao apoio significativo do canal de inovação, ganhos significativos de participação de mercado e um crescimento de dois dígitos nos mercados emergentes tanto para as fórmulas infantis como os cereais. O lançamento do sistema BabyNes na Suíça, uma inovação promissora, teve boa recepção nos primeiros meses.

• O Weight Management na América do Norte foi afetado pela contenção de gastos dos consumidores e pela intensa concorrência. Estamos tomando medidas para abordar essa situação. O negócio internacional Jenny Craig vem apresentando bom desempenho, com crescimento significativo na Oceania e impulso promissor na Europa. O crescimento da Performance Nutrition foi sólido na Europa e Oceania.

• A margem de lucro operacional bruto da Nestlé Nutrition diminuiu 30 pontos base. Os principais impactos foram as pressões dos custos dos insumos e o ambiente comercial adverso para o segmento de weight management nos Estados Unidos.

Outros

Vendas de CHF 712,6 bilhões, 11,4% de crescimento orgânico, 8,3% de crescimento real; 16,8% de margem de lucro operacional bruto sem alterações.

Nestlé Professional teve bom crescimento tanto nos mercados emergentes como desenvolvidos, especialmente na China, Índia e Brasil, tanto na área de bebidas como de alimentos. Continuamos a lançar nossas inovações em bebidas premium e super-premium (Nescafé Alegria, Nescafé Milano e Viaggi) em todas as regiões. Os negócios já consolidados – Nescafé e produtos desnatados – continuam a ter bom desempenho. O negócio de alimentos se beneficiou de inovações como os Caldos Maggi Premium e os Chef Natural Flakes para molhos, com foco contínuo no crescimento de nossas soluções customizadas, capacidade de prestação de serviços e relacionamento com o cliente.

Nespresso teve novamente um ano forte, com crescimento acima de 20% na base de vendas, bem acima de CHF 3 bilhões. O sólido crescimento ininterrupto dos mercados-chaves da Nespresso, bem como sua expansão geográfica e a constante inovação de seus produtos e sistemas garantiram um forte desempenho em face de uma competição acirrada. A proposta de serviços exclusivos Nespresso que inclui lojas, e-commerce, e centros de atendimento consolida o relacionamento com nossos consumidores, ajudando a reforçar ainda mais nossas perspectivas de crescimento futuro.

• Em seu primeiro ano operacional, a iniciativa Nestlé Health Science aumentou sua capacidade com três investimentos significativos. Ao mesmo tempo, apresentou forte crescimento com contribuições para produtos inovadores como Resource Thicken Up Clear, a linha Peptamen e o relançamento de Boost, que obteve significativo crescimento entre os jovens nos Estados Unidos. Suas plataformas fundamentais; cuidados médicos para idosos, cuidados críticos e cirúrgicos e cuidados médicos pediátricos todos apresentaram bom crescimento, na maior parte de dois dígitos. As aquisições de 2011 foram integradas e estão apresentando os resultados esperados. Prometheus obteve um crescimento de dois dígitos. Vitaflo, adquirida em 2010, também reportou crescimento de dois dígitos, motivado principalmente pelas inovações para pacientes com desordens metabólicas.

CPW cresceu cerca de 5%, obtendo ganhos de participação na maioria de seus mercados. As condições comerciais foram mais duras no sul da Europa, mas o crescimento foi consistente no restante do continente, e de dois dígitos em muitos mercados emergentes. BPW teve um ano positivo e, em 2012, se beneficiará de sua reestruturação para cobrir a Europa e o Canadá.

Galderma cresceu dois dígitos e integrou com sucesso Q-Med, adquirida em março e que deverá ter crescimento acretivo. Os Laboratoires innéov fizeram bons progressos, com desempenho especialmente forte na América Latina.

• A margem de lucro operacional bruto de “Outros” permaneceu estável em 16,8% refletindo um quadro diferente para cada constituinte. Nespresso, Nestlé Health Science e as joint-ventures de alimentos e bebidas tiveram bom desempenho, enquanto a Nestlé Professional foi impactada pelos custos dos insumos apesar de um programa de economia consistente.

Propostas do Conselho para a Assembléia Geral Ordinária

Na Assembléia Geral Ordinária de 19 de abril, o Conselho de Administração proporá um dividendo de CHF 1,95 por ação. O dividendo líquido será pago a partir de 26 de abril de 2012. O Conselho também proporá o cancelamento das ações recompradas com base no programa de recompra de ações no valor de CHF 10 bilhões finalizado em 2011.

O Conselho proporá a reeleição de Daniel Borel como conselheiro para um novo mandato de três anos, bem como a eleição de Henri de Castries. O Sr. de Castries é o Presidente do Conselho e CEO do Grupo AXA. Teve uma brilhante carreira no Ministério das Finanças da França antes de ocupar diversos cargos executivos importantes no Grupo AXA. Carolina Müller-Möhl e Jean-René Fourtou não concorrerão à reeleição. O Conselho deseja agradecer a ambos pelos inestimáveis serviços prestados a nossa sociedade nos últimos anos.

PERSPECTIVAS POSITIVAS EM 2012

Como acreditamos que o quadro de volatilidade e incerteza econômica continuarão, não esperamos que 2012 seja mais fácil do que os anos anteriores. Não obstante, continuaremos a investir no futuro e reforçar nossas capacidades em todo o mundo. Nossa inovação está criando oportunidades em todas as categorias, trazendo novos consumidores para nossas marcas nos mercados emergentes, consolidando a relação dos consumidores com nossas marcas no mundo desenvolvido. Nossos colaboradores estão alinhados com nosso mapa estratégico, que continua tão relevante como antes, para nos levar a um melhor desempenho sustentável. Portanto, estamos bem posicionados em 2012 para apresentarmos o Modelo Nestlé de crescimento orgânico entre 5% e 6%, assim como uma melhoria de margem e ganhos por ação subjacentes em moedas de valor constante.