Sort results by
Sort results by

NESTLÉ LEVA FORMAÇÃO E GASTRONOMIA PARA O MERCADO CENTRAL DE BELO HORIZONTE

Um dos pontos de encontro mais tradicionais de Minas Gerais abriga agora uma Cozinha Escola. Espaço terá programação gratuita para a população

Belo Horizonte, 25 de agosto de 2011 – A Nestlé Brasil, em parceria com o Mercado Central de Belo Horizonte, inaugura no local a Cozinha Escola, um projeto que proporcionará uma rica troca de experiências em aulas gratuitas para a população. Instalada no mezanino do Mercado, o novo espaço poderá ser utilizado por profissionais do segmento de foodservice (alimentação fora do lar), donas de casa e frequentadores do local, que chegam a 10 milhões ao ano.

O projeto está alinhado ao conceito de Criação de Valor Compartilhado – plataforma mundial de responsabilidade social da Nestlé, que visa aliar o desenvolvimento sustentável do negócio à geração de valor para as comunidades onde a empresa está presente.

A gestão da Cozinha Escola está sob a responsabilidade de Eduardo Maya, gastrônomo, idealizador do Comida di Buteco e um dos fundadores da Conspiração Gastronômica, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público que divulga e preserva a cultura da culinária mineira.

Sob a assinatura de Marcelo Rosembaum, o projeto da Cozinha preservou as características arquitetônicas do Mercado, fundado em 1929, sem deixar de imprimir um aspecto contemporâneo, proporcionado pela malha de bambus entremeada com vidros temperados. A estrutura de bambus advém do projeto social Bambuzeria Cruzeiro do Sul, de Minas Gerais, liderado por Lúcio Ventania, mestre bambuzeiro de reconhecimento internacional, e um grupo de 30 jovens de comunidades de baixa renda. Para Lúcio, o convite da Nestlé foi um desafio recebido com muito orgulho. “Esta é uma obra para ser reconhecida como patrimônio histórico, pois foi feita com o coração”, comenta Ventania.

Para Alexandre Costa, Diretor de Regionalização da Nestlé Brasil, a transferência da Regional Sudeste de São Paulo para Minas Gerais, em 2010, foi um marco para a Nestlé entender os hábitos mineiros sob aspectos culturais e sociais. “Essa proximidade nos deu a oportunidade de aprender que o melhor local para que a Nestlé e o consumidor mineiro estejam juntos é a cozinha”, comenta o executivo. Desde então, a valorização da culinária mineira alinha todas as iniciativas da empresa no Estado, começando pela campanha de comunicação A cozinha está no coração do mineiro e é na cozinha que a gente se encontra, lançada em 2010.

Os cursos são gratuitos e terão início no mês de setembro. As inscrições devem ser feitas na própria Cozinha Escola e as aulas acontecerão todas as terças, quintas e sábados. O Mercado Central fica localizado na Av. Augusto de Lima, 744.

A Nestlé em Minas Gerais

A Nestlé está presente em Minas Gerais por meio de diversas ações e investimentos na região. Este ano, foi a apresentadora do evento Comida di Buteco em Belo Horizonte, pelo segundo ano consecutivo, e levou para o concurso a sobremesa oficial Doce de Colher Moça, servido nas versões Doce de Leite, Chocolate e o lançamento Moça Cremoso. A Nestlé também realizou a contagem regressiva oficial do Comida Di Buteco 2011, com a instalação de um relógio na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

Sob o aspecto dos negócios, o Estado de Minas Gerais é um dos principais pólos de captação de leite para a empresa e é extremamente representativo para outras unidades de negócios, como Nestlé Waters (águas) e a Unidade de Cafés, uma vez que a região está entre as maiores exportadoras desses grãos para a Nestlé no mundo.

A Nestlé está presente em Minas Gerais desde 1964, quando inaugurou sua primeira fábrica no Estado, no município de Ibiá. Ao longo das décadas seguintes, a empresa ampliou sua presença na região e incorporou a cultura mineira e suas tradições ao desenvolvimento dos negócios, criando projetos e ações específicas para atender o consumidor local.

A companhia opera atualmente com cinco fábricas no Estado – localizadas nas cidades de Ibiá, Ituiutaba, Montes Claros (onde é fabricado o tradicional Leite Moça), Teófilo Otoni e São Lourenço. Seguindo sua estratégia de Regionalização, iniciada em 2003, a Nestlé transferiu sua regional Sudeste, anteriormente localizada em São Paulo, para Belo Horizonte, em 2010, tendo como objetivo viabilizar e acelerar as estratégias de negócios e de marketing específicos para o Estado de Minas Gerais.