Sort results by
Sort results by

Cereais matinais da Nestlé ajudam a começar o dia de maneira nutritiva

Milhões de pessoas poderão aumentar a ingestão de importantes nutrientes no café da manhã através dos Cereais Matinais Nestle.

Cereal Partners Worldwide (CPW), joint venture da Nestlé com a General Mills, se comprometeu mundialmente a reduzir o teor de açúcar de 20 marcas de cereais matinais da Nestlé – os mais consumidos por crianças e adolescentes - para 9 gramas ou menos por porção até 2015.

As mudanças farão com que os cereais matinais da Nestlé tenham uma redução nos níveis de açúcar de até 30%. As reduções no nível de açúcar serão adotadas em conjunto com outras melhorias nutricionais.

A quantidade de cálcio por porção atingirá pelo menos 15% dos valores diários recomendados (VD), que varia em diferentes partes do mundo.

O teor de sódio também será reduzido para 135mg ou menos por porção– no caso do Brasil, especificamente, a redução chegará a 125 mg por porção, de acordo com compromisso já firmado com o Ministério da Saúde.

Além disso, os Cereais Matinais Nestlé no Brasil já tem grãos integrais em sua composição e são os únicos do mercado com esta característica.

Sem comprometer o sabor

O anúncio reflete o contínuo esforço da Nestlé CPW em tornar mais fácil para os consumidores terem um café da manhã nutritivo sem comprometer o sabor.

Desde 2003, a companhia removeu mais de 9 mil toneladas de açúcar e aproximadamente 900 toneladas de sal de suas receitas, enquanto adicionou mais de 3,4 bilhões de grãos integrais.

“A ingestão de cereais matinais é uma forma acessível, conveniente e nutritiva de começar o dia,” afirma Jeff Harmening, Presidente e CEO da Cereal Partners Worldwide (CPW).

“Os cereais matinais da Nestlé contém grãos integrais e possuem teor reduzido de gorduras, sal ou açúcar em comparação a outras opções de alimentos que podem ser consumidos no café da manhã. Eles também possuem níveis reduzidos de caloria, com menos de 200 por porção servida com leite”, continua Harmening.

Grão integrais

A Nestlé/CPW pretende ajudar os consumidores a aumentarem a ingestão de grãos integrais, por isso, fornece o mínimo de 8g por porção na maioria dos seus cereais.

Embora as autoridades mundiais de saúde recomendem que as pessoas devam aumentar o consumo de grãos integrais como parte de uma dieta equilibrada, os estudos mostram que em alguns países 9 em cada 10 pessoas não ingerem a quantidade diária recomendada.

“Nós fomos os primeiros produtores mundiais de cereais matinais a adicionar grãos integrais aos nossos produtos e estamos aumentando as quantidades desde 2003,” continua Jeff Harmening.

“Como parte do nosso compromisso com a nutrição, saúde e bem estar; continuamos a melhorar nossos produtos de forma que possamos oferecer nutrientes essenciais, preservando o sabor apreciado por nossos consumidores. Estamos comprometidos a melhorar cerca de 5,3 bilhões de porções dos cereais matinais da Nestlé em mais de 140 países ao redor do mundo. Enriquecendo estes produtos com cálcio, estamos ajudando a promover um impacto positivo no crescimento e no desenvolvimento dos ossos das crianças”, finaliza Harmening.

Rotulagem nutricional

Os consumidores podem encontrar informações sobre os ingredientes e o perfil nutricional em todas as embalagens dos cereais matinais da Nestlé.

Apesar da Nestlé/CPW estar reduzindo o teor de açúcar dos seus cereais matinais, o valor energético não sofrerá perda. O açúcar será substituído por outros ingredientes, basicamente carboidratos, que contêm uma quantidade similar de calorias.

Cereal Partners Worldwide (CPW)

A Nestlé e a General Mills formaram a Cereal Partners Worldwide em 1990 para produzir e vender cereais matinais fora da América do Norte.

Hoje, CPW é a segunda empresa de cereais matinais do mundo fora da América do Norte, com a Europa sendo o seu maior mercado.

A joint venture vende produtos em mais de 140 países e emprega mais de 4 mil pessoas.

Como parte do seu compromisso contínuo com a pesquisa e desenvolvimento, CPW abriu recentemente um Centro de Inovação em Orbe (Suíça) com um investimento próximo a CHF 50 milhões (francos suíços).